"...para com Deus não há acepção de pessoas." (Rm 2:11) - "Deus não faz acepção de pessoas." (At 10:34)
EDUCADOR E PALESTRANTE
Na luta por uma educação inclusiva de alunos com transtorno mental.
Textos
Transtornos mentais: inclusão e discriminação de alunos na escola

Nossa sociedade é preconceituosa, e alunos com necessidades especiais - mais precisamente transtornos mentais - têm sido bastante discriminados nas escolas, sejam elas públicas ou particulares.

Geralmente, a equipe da direção - assim como a maioria dos professores - desconhece a Lei n.º 13.146, de 6 de Julho de 2015, que institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência), e o que ela diz sobre Educação, além de desconhecerem tais distúrbios. Dessa forma, torna-se mais difícil trabalhar pedagogicamente com esses alunos em sala de aula.

Diante dos vários tipos de transtornos mentais existentes, vou me ater aqui aos mais comuns que se nos apresentam nas escolas: Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH); Transtorno de Ansiedade; Transtorno Depressivo.

O Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (até pouco tempo o mais ocorrente deles) se caracteriza desatenção, desassossego e impulsividade. Nem sempre a hiperatividade é física, podendo se apresentar apenas na mente, com pensamentos a mil por hora.

O Transtorno de Ansiedade (uma das doenças psiquiátricas mais comuns na adolescência) se caracteriza, principalmente, por medo e/ou preocupação exagerada, excessiva, muitas vezes com ataques de raiva e crises de choro; a criança ou o adolescente podem também apresentar sintomas somáticos, como dor de cabeça e de estômago. O Transtorno de Ansiedade pode vir a gerar a depressão.

O adolescente com Transtorno Depressivo apresenta, geralmente, tristez profunda, baixa autoestima, irritabilidade, desinteresse, isolamento, problemas graves de comportamento, e, em alguns casos mais graves, automutilação e pensamentos de suicídio, e até mesmo algumas tentativas.

Onde eu quero chegar com tudo isso? O que todas essas definições têm a ver com a sociedade preconceituosa e a escola? O bullying (e cyberbullying) é uma das formas mais comuns de os alunos demonstrarem esse preconceito. Até mesmo determinados professores são capazes de discriminar adolescentes com transfornos mentais.

Atualmente, é muito comum a internação de adolescentes com transfornos mentais em clínicas psiquiátricas, principalmente aqueles com transtorno de ansiedade e depressão (incluindo os casos de automutilação e tentativas de suicídio, a maioria com garotas). Quando determinado(a) aluno(a) retorna de um ou mais meses de internação durante o período letivo, os questionamentos começam: mas por que ficou internado(a) tanto tempo em uma clínica psiquiátrica? E, a seguir, a discriminação. Pode-se ficar internado em um hospital por longo tempo devido a problemas de fraturas, cirurgias complexas, tratamentos prolongados de determinada enfermidade, mas não em uma clínica psiquiátrica.

        Nos Estados Unidos, uma pesquisa realizada pela Universidade Johns Hopkins verificou crescimento significativo de casos de depressão em adolescentes entre os anos de 2005 e 2014. E atualmente? No Brasil, as coisas não são diferentes. Se você pesquisar no Google, encontrará várias notícias com dados oficiais sobre o aumento de adolescentes e jovens com depressão, atendidos inclusive pelo SUS. E depressão não é frescura, como alguns acham e criticam.
 
        Nossas escolas e nossos professores estão preparados para conviver com casos de transtornos mentais? A minoria. Se nem com TDAH, quanto mais transtornos mais complexos (não citados aqui neste artigo).

       Um caso a pensar (e repensar).

       Voltarei ao assunto, tanto como professor quanto como pai de adolescente.
 
Maurício Apolinário
Enviado por Maurício Apolinário em 22/02/2020
Alterado em 23/02/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
"Discriminação e exclusão velada de alunos com transtornos mentais não podem existir em nossas escolas." (Prof. Maurício Apolinário)
.A Arte da Guerra para Professores - 1ª ed. Maurício Apolinário
.Bolinha, meu coelho Maurício Apolinário
.Limites na sala de aula: emoções, atitudes e... Maurício Apolinário
.Simplesmente namorada Maurício Apolinário
.Um prato de comida Maurício Apolinário
A Casinha de Clarinha Onã Silva
A derrota de Penina Onã Silva
A Literatura das Mulheres da Floresta Autores diversos
A Quadradinha de Gude Onã Silva
A quadradinha de gude - 2ª ed. ampliada Onã Silva
Anjinho minho... mãezinha minha ONÃ SILVA
Bote fé no sindicado, ele tem atitude é fato ... ONÃ SILVA
Cordel do trabalhador - do labor ao burnô Onã Silva
Cronistas, Contistas e Poetas Contemporâneos ... Autores diversos
Cuidar e rimar é só começar Onã Silva
Enfermagem com poesia: a arte sensível do cui... Autores diversos
Enfermagem, simbora! Vamos lutar pelas 30 hor... ONÃ SILVA
Estomaterapia: cuidado à fina flor da poesia Onã Silva
Federação Nacional põe o bloco da enfermagem ... ONÃ SILVA
Grandes Enfermeiras - Quadrinhos Onã Silva
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
https://www.facebook.com/pages/Cuidarte-Livros-e-artigos-liter%C3%A1rios/334396023412336?ref=hl