"Deus não faz acepção de pessoas." (At 10:34)
EDUCADOR E PALESTRANTE
Na luta por uma educação inclusiva de alunos com transtorno do espectro autista.
Textos
Professores: caminho para a sobrevivência ou para a destruição?
                Adaptação ao 1º capítulo de 'A arte da guerra' de Sun Tzu.

          A vocação é de vital importância para o Professor. É problema de vida ou morte, caminho para a sobrevivência ou para a destruição. Portanto, é assunto para ser estudado a fundo antes de assumir salas de aula, que de maneira nenhuma pode ser negligenciado.
          A vocação é regulada por cinco fatores a serem levados em consideração quando se procura determinar as condições predominantes no campo de batalha, isto é, na carreira de professor.
          São eles: espírito de educador, domínio de classe, gestão de pessoas, papel de orientador e função de mestre.
          O espírito de educador leva os alunos a ficarem em completo acordo com seu professor, de maneira a participarem com interesse das aulas, propiciando um bom aprendizado.
          O domínio de classe significa ser respeitado pelos alunos, sem necessidade de chamar-lhes a atenção ou puni-los por motivos de mau comportamento.
          A gestão de pessoas leva o professor a saber administrar conflitos, pois é conhecedor da natureza humana, e também respeita a individualidade de cada um.
          O papel de orientador deve representar as virtudes da sabedoria, justiça, humanidade, coragem e austeridade.
          Por função de mestre, deve-se entender que não está ali apenas para ensinar, mas também para aprender com seus discípulos, levando-os a colocar em prática o seu saber e a multiplicar essa sabedoria.
          Esses cinco aspectos devem ser familiares a todo professor. Aquele que os conhecer e os considerar sairá vitorioso; aquele que não os conhecer e não os considerar fracassará.
          Por conseguinte, nas reflexões para decidir atuar como professor, devem-se comparar minuciosamente as respostas a estas sete perguntas:
          Eu estou imbuído da função de mestre?
          Eu tenho competência para ministrar os conteúdos?
          Comigo estão as características derivadas de domínio de classe e gestão de pessoas?
          Em que casos a disciplina será exigida com maior rigor?
          Qual é a minha característica mais forte?
          Em que momentos eu não tenho total domínio das emoções?
          Eu sei discernir quando estou certo e quando estou errado?
          Por intermédio dessas sete considerações, pode-se avaliar se está apto para atuar como educador e se será um professor vitorioso ou derrotado.
          O professor que prestar atenção ao meu conselho e agir de acordo com ele vencerá. Que seja mantido na sala de aula! O professor que não der ouvidos ao meu conselho nem agir de acordo com ele sofrerá a derrota. Que seja afastado da sala de aula!
Tendo em mente as vantagens proporcionadas por meus conselhos, o professor deve criar situações e buscar oportunidades que contribuam para uma carreira próspera. Ele deve se aprimorar cada vez mais, manter-se sempre atualizado – se preciso, fazendo novos cursos – e, assim, dominar com segurança o conteúdo de sua disciplina.
          A vocação baseia-se no sonho de ser professor. Portanto, se vir sentido no que vai fazer, deve-se tornar o sonho em realidade. Se pesar a realidade concreta da profissão, deve-se seguir outro caminho. Gostar de aprender levará a ter prazer em ensinar e a amar o aprendiz. Aquele que tem um sonho é comprometido com arte de ensinar.
          Ofereça iscas para atrair a atenção dos alunos. Use o lúdico, mas não abuse, caso contrário as aulas serão transformadas apenas em momento divertidos para os alunos. Simule situações rápidas e de impacto que tenham conexão com o conteúdo.
          Esteja preparado para discernir quaisquer atitudes dos alunos ao quererem perturbar a aula. Eles costumam se unir para impedi-lo de ministrar a matéria.
          Se parte dos alunos for de temperamento colérico, procure evitar atritos. Finja não ouvir provocações, que eles podem se cansar e desistir.
          Se eles forem desmotivados e preguiçosos, não lhe dê trégua. Incentive-os sempre. Se forem agressivos, não revide.  Ataque-os onde estiverem despreparados e surja onde não for esperado, ou seja, haja de uma forma que eles não esperam, com sabedoria e discernimento.
          Esses artifícios, que conduzem à vitória, não devem ser dados a conhecer previamente. O professor que administra bem uma sala de aula tece muitas considerações antes de assumir uma ou mais classes. O professor que não administra bem uma sala de aula fez somente pouca ou nenhuma análise antes de assumir a função. Daí, refletir bastante leva à vitória e pouco, à derrota. Com maior razão, não fazer qualquer reflexão prepara o caminho para a derrota! É pela atenção a esse detalhe que se pode ver quem provavelmente vencerá ou perderá.
Maurício Apolinário
Enviado por Maurício Apolinário em 05/07/2007
Alterado em 07/08/2007
Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
"Discriminação e exclusão velada de alunos com transtornos mentais não podem existir em nossas escolas." (Prof. Maurício Apolinário)
..Simplesmente namorada Maurício Apolinário R$ 12,90
.A Arte da Guerra para Professores - 1ª ed. Maurício Apolinário R$ 15,90
.Bolinha, meu coelho Maurício Apolinário R$ 15,00
.Limites na sala de aula: emoções, atitudes e... Maurício Apolinário R$ 17,90
.Um prato de comida Maurício Apolinário R$ 15,00
A Casinha de Clarinha Onã Silva R$ 21,00
A derrota de Penina Onã Silva R$ 31,50
A Literatura das Mulheres da Floresta Autores diversos R$ 30,00
A Quadradinha de Gude Onã Silva R$ 10,90
A quadradinha de gude - 2ª ed. ampliada Onã Silva R$ 27,00
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
https://www.facebook.com/pages/Cuidarte-Livros-e-artigos-liter%C3%A1rios/334396023412336?ref=hl