Deus - Família - Brasil
 R  E  V  I  S  O  R    E    P A L E S T R A N T E
 Revisor gramatical  de artigos, teses, dissertações e livros
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

Como Ser Bem Sucedido em um Projeto
            O livro A arte da guerra, de autoria do estrategista chinês Sun Tzu, é um tratado militar composto de treze capítulos, escrito durante o século IV a.C. Entre as várias lições que se pode extrair da obra é a de que a primeira batalha a ser travada por uma pessoa é contra ela mesma. O livro expõe a importância da disciplina, do planejamento e da motivação. A idéia central de A arte da guerra, de Sun Tzu, é a de que se pode eximir-se da peleja, da batalha, do conflito, desde que haja um planejamento estratégico e uma integração entre o planejamento (estratégia) e a execução (tática).

Alguns passos devem ser seguidos para que um projeto, seja ele pessoal ou profissional, seja bem sucedido. Senão vejamos os treze passos ensinados em “A arte da guerra”:

Primeiro: Sun Tzu nos ensina que devemos “criar situações que contribuam para a sua realização”. Todo projeto deve ser antecedido de um planejamento.

Segundo: Sun Tzu aconselha, primeiramente, a verificar o “custo da organização” do projeto antes de partir para a ação. Segundo o filósofo chinês, “o soldado experimentado não faz um segundo recrutamento, nem tampouco suas carroças de suprimento são carregadas mais de duas vezes”. Deve-se, então, verificar os custos e o orçamento necessário para se colocar em prática o projeto.

Terceiro: De acordo com Sun Tzu, todo aquele que se lança em uma batalha deve aprender a “controlar sua impaciência”, a qual pode gerar “defeitos desastrosos”. Todo projeto demanda um tempo específico; tudo tem um tempo determinado para a concretização. A impaciência diante da demora pode prejudicar o seu andamento e levar a decisões precipitadas.

Quarto: Sun Tzu diz que devemos nos colocar “além da possibilidade de derrota”. Segundo ele, “vislumbrar a vitória somente quando esta estiver ao alcance da percepção das pessoas comuns não é o auge da virtude”.

Quinto: De acordo com os ensinamentos de Sun Tzu, o controle da execução de um projeto é “meramente uma questão de organização” e “a qualidade da decisão é como o mergulho oportuno do falcão”. Portanto, organização e decisão correta são fundamentais.

Sexto: Sun Tzu aconselha a não focar muitos pontos ao mesmo tempo, pois as “forças distribuídas em muitas direções, o poder de combate que se enfrentará em um determinado ponto será proporcionalmente fraco”. O melhor é concentrar-se em um só projeto.

Sétimo: Sun Tzu alerta para as sociedades, justificando que “ninguém pode fazer alianças sem estar ciente das intenções dos vizinhos”. Tocar um projeto sozinho é, portanto, mais aconselhável.

Oitavo: De acordo com o filósofo chinês, aquele que entra em um projeto deve ser “versado na arte de variar os planos”, devendo considerar “ tanto os fatores favoráveis como os desfavoráveis”.

Nono: Para Sun Tzu, “aquele que não praticar a reflexão prévia e fizer pouco de seus oponentes estará se arriscando a ser derrotado por eles”, ou seja, é necessário refletir sobre os planos e não desconsiderar as circunstâncias externas.

Décimo: Segundo os ensinamentos de Sun Tzu, desconhecer “a natureza do terreno torna o combate impraticável”. Quem decide colocar em prática um projeto deve analisar os meios e os fins de tal projeto, todas as etapas pelas quais ele passará.

Décimo primeiro: Sun Tzu afirma que “a conveniência da tática ofensiva ou defensiva, e as leis fundamentais da natureza humana são questões que, com toda certeza, devem ser estudadas a fundo”. Isso quer dizer que o indivíduo que se propõe a investir em um projeto deve levar em consideração tanto a tática ofensiva – a sua execução – quanto a defensiva – os problemas que podem advir durante a execução; além disso, principalmente em projetos pessoais, quem projeta algo deve ter conhecimento de si mesmo e das pessoas envolvidas.

Décimo segundo: Sun Tzu diz: “Infeliz será o destino daquele que vencer suas batalhas, conquistar os objetivos que lhe foram atribuídos e não cultivar o espírito da audácia, aproveitando o êxito; porque o resultado será perda de tempo e estagnação geral”. De acordo com o seu ensinamento, depois que o indivíduo realizou o projeto, alcançou os objetivos e teve êxito, mas parar e não dar continuidade a ele, desfrutando daquilo que dele pode advir, perdeu seu tempo e estagnou.

Décimo terceiro: Por fim, o estrategista chinês afirma que são “as informações oportunas que permitem ao soberano esclarecido e ao bom general atacar e vencer, e obter feitos fora do alcance dos homens comuns”. A maioria das pessoas executa algum tipo de projeto e atinge seu objetivo; entretanto, Sun Tzu incentiva-nos a buscarmos patamares mais elevados, acima do comum.

Destarte, aquele que conhecer perfeitamente esses treze passos inspirados nos ensinamentos do filósofo e estrategista chinês, em “A arte da guerra”, e colocar em prática seu conhecimento, certamente alcançará êxito.

* Prof. Maurício Apolinário
  é autor do livro “A arte da guerra para professores"
Maurício Apolinário
Enviado por Maurício Apolinário em 09/08/2007
Alterado em 13/11/2012
Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

"Uma escola relevante é uma escola que contribui com a transformação da comunidade na qual está inserida." (Prof. Maurício Apolinário)
.A Arte da Guerra para Professores - 1ª ed. Maurício Apolinário
.Bolinha, meu coelho Maurício Apolinário
.Limites na sala de aula: emoções, atitudes e... Maurício Apolinário
.Simplesmente namorada Maurício Apolinário
.Um prato de comida Maurício Apolinário
A Casinha de Clarinha Onã Silva
A derrota de Penina Onã Silva
A Literatura das Mulheres da Floresta Autores diversos
A Quadradinha de Gude Onã Silva
A quadradinha de gude - 2ª ed. ampliada Onã Silva
Anjinho minho... mãezinha minha ONÃ SILVA
Bote fé no sindicado, ele tem atitude é fato ... ONÃ SILVA
Cordel do trabalhador - do labor ao burnô Onã Silva
Cronistas, Contistas e Poetas Contemporâneos ... Autores diversos
Cuidar e rimar é só começar Onã Silva
Enfermagem com poesia: a arte sensível do cui... Autores diversos
Enfermagem, simbora! Vamos lutar pelas 30 hor... ONÃ SILVA
Estomaterapia: cuidado à fina flor da poesia Onã Silva
Federação Nacional põe o bloco da enfermagem ... ONÃ SILVA
Grandes Enfermeiras - Quadrinhos Onã Silva
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
https://www.facebook.com/pages/Cuidarte-Livros-e-artigos-liter%C3%A1rios/334396023412336?ref=hl